É verdade… Pelo segundo ano consecutivo, estive na Essência do Vinho, que decorreu de 20 a 23 de fevereiro no Palácio da Bolsa, no Porto.

Este é o mais importante evento vínico e já vai na sua 13.ª edição e é  promovido pela Revista de Vinhos (propriedade da Essência do Vinho, que organiza este e outros eventos). O momento alto do evento é a eleição dos melhores vinhos portugueses (brancos, tintos e fortificados) que compõem o Top 10 de cada edição. Do programa constam ainda as provas comentadas, conversas e harmonizações (todas privadas mediante compra de acesso) que para o ano eu terei de experimentar. Existem coisas na vida que temos que ter o prazer de experimentar, e estas é uma delas. Claro, vou escolher uma harmonização que consiste na prova do vinho com um prato confeccionado por um Chef.

No ano passado estive pela primeira vez neste evento. Gostei tanto que este ano fui até convidada 😉 Obrigada desde já à organização pelo convite.

Mas claro, isto sozinha, não tem piada. Quem nos tira as fotografias? 😉 Com quem partilhar que este vinho é melhor do que aquele? Neste sentido levei a minha fotógrafa Fernanda Teixeira, e o meu enólogo, Bruno Teixeira. Lá fomos os três nesta verdadeira viagem vínica de norte a sul de Portugal.

Mal entramos, fomos surpreendidos por um fresco porto tónico da Graham´s. O dia não estava quente, estava sol mas aquela brisa fresca, e mesmo assim, esta bebida soube tão bem, tão bem que fiquei viciada em Porto Tónico. Calma…com regra. Nas saídas esta agora será a minha opção, e se for da Graham´s, tanto melhor.

Mas havia ainda muito por explorar. Continuamos a visita. Com o recinto já bem composto e por todo aquele glamour característico do Palácio da Bolsa, começamos a nossa visita pelas salas do piso inferior e fomos degustando este e aquele vinho. Ah e claro, tiramos a fotografia da praxe.

De todas as provas que fizemos, algumas saltaram-nos ao palato. Em todas elas tivemos uma boa experiência, quer com a degustação, quer com a informação que nos passaram. De todos sobressaem os vinhos Blackett, Quinta do Crasto e Tapada do Chaves pela bela experiência no seu todo, as pessoas foram muito simpáticas e criamos de imediato uma empatia muito grande dando à experiência um forte sentido e obrigada por isso.

Esta é a minha selecção:

  • Blackett 20 anos Tawny Porto
  • Quinta do Crasto – Vinhos e Vinho do Porto
  • Villa Oliveira 2014 (Dão Tinto – Casa da Passarella)
  • Quinta da Romaneira Reserva Syrah 2016
  • Quinta do Valado Reserva
  • Quinta da Leda DOC Douro Tinto
  • Churchill´s (Vinho do Porto)
  • Tapado do Chaves Reserva 2014

Top 10 Vinhos Portugueses 2020 – Seleção oficial EV

  • Regueiro Jurássico I (melhor branco, Quinta do Regueiro, Melgaço, Região dos Vinhos Verdes)
  • Quanta Terra Phenomena Pinot Noir 2018 (melhor rosé, Regional Duriense)
  • Grande Rocim Reserva 2015 (melhor tinto alentejano, Rocim, Cuba/Vidigueira, Alentejo)
  • Barbeito Malvasia 50 Anos O Japonês (melhor fortificado, Vinho Madeira, Barbeito Vinhos)
  • Ramilo Malvasia de Colares 2017 (segundo melhor vinho branco, Manuel Francisco Ramilo & Filho, Colares – Lisboa)
  • Teixuga 2014 (terceiro melhor branco, Caminhos Cruzados, Dão)
  • Obsessão 2007 (segundo melhor tinto, Altas Quintas, Alentejo)
  • Palácio dos Távoras Gold Edition 2016 (terceiro vinho tinto, Costa Boal Family Estates, Trás-os-Montes)
  • Quinta do Monte d´Oiro Reserva 2016 (quarto vinho tinto, Quinta do Monte d´Oiro, Alenquer – Lisboa)
  • Graham´s The Stone Terraces Porto Vintage 2017 (segundo melhor fortificado, Symington Family Estates, Vinho do Porto)